Posts Tagged ‘Pinhal’
-
ARTIGOS RECENTES
 

XIII. Calculo dos preços por que sahe á Administração Geral das Mattas…

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE O PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

XII. Modo de obter a agoa raz.

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE O PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

XI. Modo de obter o pez cozido ou pixe.

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE O PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

X. Descripção dos fornos d’alcatrão e pez, existentes na fabrica pertencente á Administração Geral das Mattas, estabelecida junto á Marinha Grande, e meio pelo qual se obtéem os productos rezinosos.

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE O PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

IX. Estado dos productos rezínosos em Portugal.

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE O PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

VIII. Colheita da acha, e pratica actualmente seguida no pinhal de Leiria.

by Administradoron 1 de Agosto de 2014
MEMÓRIA SOBRE 0 PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

VII. Productos rezínosos.

by Administradoron 28 de Abril de 2014
MEMÓRIA SOBRE 0 PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

VI. Sementeiras.

by Administradoron 2 de Abril de 2014
MEMÓRIA SOBRE 0 PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]

V. Queimadas.

by Administradoron 23 de Março de 2014
MEMÓRIA SOBRE 0 PINHAL NACIONAL DE LEIRIA SUAS MADEIRAS E PRODUCTOS REZINOSOS. Offerecida á Associação Marítima e Colonial de Lisboa, pelos Socios autores da mesma, os Srs. Francisco Maria Pereira da Silva, e Caetano Maria Batalha. Anno de 1843. Nomeados em 1839 para levantar as plantas das diversas mattas nacionaes, principiámos o desempenho desta commissão […]