Roteiros
1457 views 0 comments

Pinhal de Leiria, Herança de D. Dinis

by on 11 de Dezembro de 2013
 

Pinhal de Leiria, Herança de D. Dinis

Pinhal de LeiriaEste percurso, que pode ser feito entre S. Pedro de Muel e a praia de Pedrógão, permitindo observar a relação entre o pinhal de Leiria e o mar, garante um contacto muito estreito com o pinhal e o mar: o cheiro e a paisagem deixam marcas profundas

 

A beleza e grandiosidade do pinhal de Leiria tem sido motivo para escritores e artistas se inspirarem. Afonso Lopes Vieira é um bom exemplo disso. A sua história prende-se com D. Dinis.

O pinhal de Leiria, com uma área que pode variar entre os 11 000 e os 12 000 ha, oferece percursos de grande beleza e encanto a toda uma vasta área do litoral. Dividida em talhões por linhas de fogo denominadas «aceiros» (perpendiculares ao mar e designadas por letras, de A a T, separadas de 600 m) e «arrifes» (mais estreitas, paralelas ao mar, designadas por números de 1 a 22, separados de 300m), a mata é percorrida por várias estradas alcatroadas, que permitem o acesso a muitos dos seus recantos de maior beleza – como a Porta Nova – e ao alto, onde estão os pontos de vigia de fogos – como o Ponto Novo -, de onde se podem abarcar vastíssimos panoramas. Estes vão desde o oceano, a poente, até às serras do maciço calcário estremenho, a nascente, com predomínio do colorido verdejante das copas dos pinheirais que cobrem toda a área envolventre, a norte, a sul e nascente.

Vale a pena um passeio entre estas duas povoações do litoral, que, para além das belezas das suas praias, com as tradicionais artes de xávega, apresenta o encanto da paisagem do litoral e o pinham com os seus diferentes cenários: ora entre árvores adultas, próximo do corte final, ora entre zonas recém-cortadas, onde ainda mal despontam os pinheiros que ali irão crescer até serem cortados, quando atingiram os 70 anos.

Vamos para o nosso passeio.

Assim, saímos de Vieira, terra de pescadores da arte de xávega e de praia muito procurada no verão, atravessamos o rio Lis e fazemos o percurso num cenário de pinhal e de mar. Chegamos a Pedrógão, povoação litoral integrada na faixa de areal que vai do Mondego a S. Pedro de Muel. Pedrógão, que foi um núcleo de pescadores, é hoje apreciada pela praia, também de grande qualidade. O regresso, num cenário muito semelhante, pode ser feito mais pelo interior.
Para este passeio, a bicicleta pode ajudar muito.

FONTE: Selecções Reader’s Digest

Outras áreas de Roteiros