Roteiros
1224 views 0 comments

MUSEU DO VIDRO

by on 29 de Outubro de 2013
 
MUSEU DO VIDRO

O MUSEU DO VIDRO está instalado no Palácio Stephens, edifício de inspiração Neoclássica, construído na segunda metade do século XVIII. Este Palácio foi a residência do industrial inglês Guilherme Stephens, que em 1769 obtém, através de Alvará Régio, o restabelecimento da Real Fábrica de Vidros da Marinha Grande.

Criado por decreto-lei em 1954, o Museu do Vidro só abriu as portas em 13 de Dezembro de 1998, ano em que a cidade de Marinha Grande comemorou 250 anos de Indústria Vidreira. As atribuições do Museu são a recolha, estudo, conservação, salvaguarda e a divulgação do património histórico e cultural vidreiro, local e nacional.

O VIDRO – A ARTEEA TÉCNICA

O programa de visita do Museu do Vidro é iniciado com a abordagem à História da industria do vidro em Portugal e às técnicas de fabrico e decoração do vidro, através da visualização do diaporama a 3 dimensões ”O Vidro – a Arte e a Técnica” realizado, em parte, em fábricas e oficinas de vidro da Marinha Grande.

A COLECÇÃO DE VIDRO

A exposição permanente está organizada em núcleo, pela função técnica de fabrico e decoração das peças, dispostas pelas várias salas do Palácio.

No piso 1 estão dispostas as peças mais significativas da colecção de vidro do acervo.

No piso 2 a exposição está organizada em dois núcleos, estabelecidos segundo critérios relacionados com aspectos tecnológicos da produção de vidro.

Na recepção encontra-se expostas uma prensa adquirida em finais do século XIX pela Real Fábrica de Vidros a um fabricante de Dresden (Alemanha) a qual laborou até ao encerramento da fábrica em 1992, a única de grande porte até ao momento em exposição.

Outras áreas de Roteiros
 
Rotas