Palavras
875 views 0 comments

Luís Manuel de Oliveira Neto

by on 10 de Dezembro de 2013
 
Luís Manuel de Oliveira Neto

Nota biográfica

Luís Manuel de Oliveira Neto nasceu na Marinha Grande em 1953, com origens no operariado vidreiro. Após a escola primária e secundária foi estudar para Lisboa, entre 1971 e 1974.

Participou no movimento estudantil e depois no movimento operário, tendo sido trabalhador da indústria vidreira durante pelo menos 7 anos.

Foi militante comunista desde os 18 anos de idade, no C.C.P. – Comité Comunista de Portugal, na UC(m-l) – União Comunista (marxista-leninista), na UCRP(m-l) – União Comunista para a Reconstituição do Partido (marxista-leninista) e no PC(m-l)P – Partido Comunista (marxista-leninista)Português, os quais são todo um seguimento organizativo e político.

Autodidacta multifacetado, colaborou, desde novo, em jornais locais e regionais, como o “Jornal da Marinha Grande”, “Tribunal da Marinha Grande”, “Notícias de Vila Real” no âmbito da poesia, história local, tradições locais, política, bibliografia e fontes históricas e cultura em geral.

Publicou alguns opúsculos de poesia e tem inéditas várias obras, tais como novelas histórico-políticas, ensaios, etc.

É, actualmente (2009), Oficial de Justiça.

“Do Foro Interior”, poesia, com mais três autores, Colecção Amores Perfeitos, “Qiasi Editora”, Famalicão, com mais três autores, 2001 (?)
“Da Marinha ao Mar”, poesia, edição do autor, 2003 (?)
“Brisas no Douro”, poesia, edição do autor, 2008
“História da Imprensa Periódica Local” (do Concelho da Marinha Grande), edição do autor, 2013
“Marinândia – Folhas da Marinha Grande”, policopiado e com capa, textos anteriores e posteriores a 2000, cópia na Biblioteca Municipal da Marinha Grande
“A Mata de Leiria nas Exposições Universais”, in “Cadernos de Estudos Leirienses”, 1, maio 2014
“Orla da Mata – A Agricultura de Outrora” (extrato), in “Cadernos de Estudos Leirienses”, 3, dezembro 2014
Colabora com artigos de opinião, a nível literário, histórico, político, no “Jornal da Marinha Grande” (esporádicamente; desde 1972 até 1974, apenas com poesia); no jornal “Notícias de Vila Real”, desde a sua fundação, cerca de 1999; noutros jornais e revistas por onde tem passado;
Tem inéditos ensaios, novelas, obras de historiografia, etc., designadamente:
“Bibliografia Marinhense – Guia de Fontes”, já iniciado cerca de 1995, com duas vertentes: autores marinhenses e documentos, obras, citações, artigos sobre o concelho da Marinha Grande;
“Vitrália 1975”, novela histórico-política, 2000;
“Dias sem História”, novela histórico-política, cerca de 2000 (acontecimentos dos três últimos anos antes do 25 de Abril de 1974, na Marinha e em Lisboa;
“A Marinha Grande nas Exposições Universais e Nacionais” (1776 – 1957), em vias de publicação em 2015;
“Orla da Mata – A Agricultura de Outrora”, em fase de acabamento em 2015.

FONTE: Dados retirados do site: Centro de Documentação 25 de Abril – Universidade de Coimbra.  Assim como dados entregues pelo próprio.

 

Outras áreas de Palavras