Palavras
1018 views 0 comments

Clube Desportivo e Recreativo da Amieira

by on 22 de Novembro de 2013
 

amieiraClube Desportivo e Recreativo da Amieira

Foi fundado em 9 de Maio de 1951 pelos senhores Albino Francisco Franco, António Franco, Manuel Francisco Lavos e José Francisco da Silva.

A razão principal da fundação do clube foi a de reunir em convívio os habitantes do lugar e assim afastá-los da taberna, sempre com perniciosos resultados. A outra intenção era afastar os jovens de caminhos errados e interessá-los no desporto. Ambas foram atingidas, sendo hoje o Clube Desportivo local de reunião de velhos e novos.
0 clube tem hoje uma sede social, situada no centro do lugar, com salão de festas, palco e bar. Possui também um campo para a prática do futebol, com razoáveis condições, e um parque infantil, construído em terrenos seus, junto à sede, com ajuda camarária (obra louvável, que deveria ser seguida noutros lugares).

No campo cultural, o clube mantém um pequeno grupo de teatro, uma biblioteca e um grupo de dança jazz, cuja dinamização se deve à amieirense Rosinda Arrimar.

No desporto, além dos chamados desportos de salão, possui equipas de futebol feminino e masculino, ambas puramente amadoras. Foi um dos primeiros clubes da Marinha Grande a iniciar a prática do futebol feminino, tendo obtido um lugar cimeiro no distrito. Está filiado na Associação de Futebol de Leiria e tem disputado nos últimos três anos os Campeonatos da I e II Divisões Distritais. As cores usadas pelas suas equipas são o amarelo e o verde.

Comemora o seu aniversário em Maio, com a realização de bailes, festa de arraial e eventos desportivos.

0 clube tem cerca de 450 sócios, que pagam a cota mensal de 25 escudos. A actual Direcção é composta pelos associados Amílcar dos Santos Martinho (presidente), Manuel Gonçalves Lino (vice-presidente), Luís Filipe Clemente (secretário), Rosinda da Silva Arrimar (tesoureira), Daniel Rodrigues Nunes Jaime Ramos Ribeiro, Manuel Nunes Lopes, Vítor Manuel Lopes Lavos, Fernando Almeida Mário, António Cipriano Silva Bento e Almiro Rosa (vogais). (*)

(*) – Texto datado pelo Autor (Fevereiro de 1985).

 

condensado de: Cidade de Marinha Grande – Subsídios para a sua História
autoria de: João Rosa Azambuja
edição de Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Marinha Grande
edição integrada nas Comemorações dos 250 anos da Indústria do Vidro
data de edição – Dezembro de 1998

Outras áreas de Palavras